Julgamento de estética e beleza

Julgamento de estética e beleza 1

Segundo Santayana, a lindeza é uma forma objetivada de alegria. Julgamos qualquer coisa tão jeitoso se isso nos causar alegria. É isto que o torna belo. Este é o começo básico do julgamento da boniteza. Todavia não é o único início. Em algumas frases, existem outros aspectos da formosura que bem como são essenciais. Vejamos alguns deles.

Plotinus

A teoria da beleza de Plotinus é baseada na tradição platônica e enfatiza a objetividade da graça. Todavia, teu sistema também reconhece as qualidades transcendentais de ser. Ele argumenta que a alma primeiro sabe as belezas mais baixas do mundo sensível e depois sobe pra belezas mais altas.

Augustine tinha 32 anos quando leu Enneads de Plotinus, uma tradução de Marius Victorinus. Ele enviou o trabalho a Ambrose, o bispo de Milão, pra uma consideração mais aprofundada.

Santayana

Santayana é um filósofo e autor que escreveu um livro a respeito estética, o senso de beleza. Foi publicado pela primeira vez em 1896 pelos filhos de Charles Scribner e foi fundado nas palestras que Santayana deu pela Escola de Harvard. O livro foi publicado por indispensabilidade, visto que Santayana precisava de posse e dinheiro para continuar ensinando.

A teoria da graça de Santayana se concentra no valor da formosura, que decorre da experiência de um corpo humano. Essa experiência é central pra estética. O utensílio serve só como um meio secundário pra uma experiência de alegria pelo tema.

Schopenhauer

Schopenhauer distinguiu entre experiências estéticas, belas e sublime. A formosura, para Schopenhauer, é uma forma de olhar e apreender a meio ambiente e a arte. O sublime, por outro lado, é a expressão de idéias. Desse modo, a beldade pode ser sublime e prática.

Schopenhauer argumenta que ‘o universo é uma manifestação de desejo’ e que o mundo, incluindo seres humanos, é ‘um’ em essência e, assim sendo, uma manifestação de vontade. Depois que alguém sabe isso, ela poderá expressar condolência e se identificar com o sofrimento do mundo.

Preto é um estonteante movimento

O movimento Black Is Beautiful nasceu do Movimento do Power Negro, que ajudou os negros a se sentirem mais confortáveis ​​em tua própria pele, no tempo em que os ensinava a valorizar e apreciar suas características únicas. O movimento foi aceso por uma série de fotografias tiradas por Kwame Brathwaite na década de 1960, que desafiou os padrões de boniteza tradicionais que estavam em atividade há tanto tempo. De um a outro lado dessas imagens, Brathwaite transmitiu a beleza natural crua das pessoas negras durante a história.

Originalmente planejado como um evento único, o programa mais rápido tornou-se um amplo sucesso. Foi apresentado em muitas cidades, incluindo o Robert’s Show Club em Chicago e o Sr. Kelly’s em Detroit, e foi uma poderosa declaração de orgulho no decorrer do movimento pelos direitos civis, o poder negro e os movimentos de libertação africana. Hoje, novas das fotografias de Brathwaite podem ser vistas no Museu da Cidade de Nova York.

Concepções modernas de beldade

Os ideais ocidentais de lindeza influenciaram bastante as percepções asiáticas de mulheres atraentes. Como consequência, as nações asiáticas estão ainda mais adotando suas idéias ocidentais de beldade. Realmente, a cirurgia palpebral tornou -se um dos procedimentos cosméticos mais famosos entre as mulheres asiáticas. Só na Coréia do Sul, o mercado de creme de clareamento vale US $ cinco bilhões.

Estas noções de beldade estão enraizadas no colonialismo e no imperialismo. Esses sistemas impuseram uma visão etnocêntrica européia da formosura, que favoreceu as mulheres brancas como a raça mais atraente. Essa visão foi reforçada pela amplo mídia e teorias de raça precoce, que promoveram a idéia de que os caucasianos eram os mais bonitos.